domingo, 3 de agosto de 2008

Metamorfose




Uma vez fiz um pedido, Uma oração a Deus,
Queria ser belo, e voar livremente pelo céu.

Um dia quando acordei,
Não conseguia ficar de pé.
Foi quando me arrastei,
E perguntei: Como é?

Foi castigo de Deus,
Por ser tão vaidoso!
Se Ele ama os seus,
Porque não me faz airoso?

Sou comprido e verde,
E só consigo me arrastar,
Em que bicho tão feio,
Me foi transformar?

Continue sem consigo voar!

Desilusão das desilusões,
Contristado fiquei,
Ao Pai das constelações,
Porquê? Perguntei.

Não obtive resposta,
Continuei meu caminho,
Uma vida disposta,
Isolado e sozinho.

No fim da Primavera,
Construí uma casa…
De seda; uma quimera,
Era comprida e rasa.

Numa linda manhã.
Do sol me abriguei,
E quando me deparei,
A metamorfose enfrentei.

Já era belo e voava,
Deus ouviu a minha prece,
Não se dúvida de Deus…
Não se julga o que parece.

Obrigado meu Deus,
Por uma vida tão bela!
Ele ouve os seus,
Que tem uma vida singela.

(eu autor)

18 comentários:

Manuela Azevedo disse...

Estão lindas as fotos como já é hábito muito bem enquadradas gostei muito. O poema nem se fala, mui bonito estas de parabens. Continua sempre a expor o teu bom trabalho. Um grande beijo.

Fernando Rozano disse...

Emanuel, meu amigo. sempre criativo, talentoso, sensível. desculpe às vezes a ausência. mas estou sempre acompanhando teu magnífico blog. um dia irei sim ao Açores, um sonho a ser realizado. meu abraço fraterno.

Décio Fernandes disse...

Muito bom o poema falando da vida da lagarta que fotografou. Também gostei muito das suas fotos sendo a segunda a que mais apreciei. A propósito do seu comentário no meu blog informo-o que já comecei uma nova história seguindo o seu conselho, e o do Heber, de uma história não violenta. Passe por lá assim que tiver tempo.
Continue com este excelente blog e até um próximo post e foto.

João Videira Santos disse...

Belissimas fotos e poema. Parabéns!

Remus disse...

Só falta a última fase da metamorfose.
Boas macros, com um belo nível de detalhe e definição.

Sandra Rocha disse...

Obrigado pela sua visita e comentári no meu blogue.

Já estive a ver o seu trabalho e é de bastante qualidade.

Continuação de bons click's

http://fontesefontanarios.blogspot.com

Sandra Rocha disse...

Obrigado pela sua visita e comentári no meu blogue.

Já estive a ver o seu trabalho e é de bastante qualidade.

Continuação de bons click's

http://fontesefontanarios.blogspot.com

Lc disse...

Fantástico, parabéns, excelentes fotos, vou voltar.
Um abraço do Faial.

O Autor, disse...

Belo casamento; foto e poesia!

Belo Blog!

rohit disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Gonçalo T. Almeida disse...

Estas fotos teriam ganho um concurso que houve recentemente na empresa onde trabalho. Muito boas. Obrigado ela visita ao "meu canto".

Nélia disse...

Olá Emanuel!
As fotos estão fantásticas!...e o poema lindo, como já é seu lema
Um óptimo fim de semana
um abraço da ilha vizinha
Nélia

mundo azul disse...

As foto são ótimas e o poema, uma bela lição de vida!
Muitas vezes, as coisas chegam até nós por caminhos mais tortuosos...Mas, chegam!

Beijos de luz e o meu carinho!!!

Idalina disse...

vim parar a este blog através de um e outro e está muito bonito. também eu adoro fotografia mas as suas estão muito bonitas. E é sempre bom arrematar com poemas nossos, isso ainda melhora.Se quiser dar uma olhada no meu também está à vontade :) *** vou adicionar este no meu :)

Xinha disse...

As fotos estão bem enquadradas e são fantasticas.. apesar do bichinho estar na fase... menos bonita da sua vida!!

Adorei o texto e a forma simples e simpatica com que foi descrita esta metamorfose !!

Beijinhos e já agora.. boas férias !!!
Divirta-se muito e regeresso descansado !!

Xi-coração

george disse...

A esta oruga yo le haré fotos cuando sea mariposa jeje.
Un abrazo

Adrian LaRoque disse...

Cores foto poema excelentes, parabéns e um grande abraço aqui deste lado do Atlântico.

Anónimo disse...

intiresno muito, obrigado