segunda-feira, 7 de julho de 2008

Reflexos…



Reflexos…

Sou o que sou,
Porque assim o quero ser,
Não sou o que querem que seja,
Porque reflexos não poderia ter,
Porque não posso ser um reflexo de outro,
Quero ser um reflexo de mim,
Ser eu mesmo, ser simplesmente assim,
Ser apenas um reflexo do bom que há em mim,
Não me podem levar a mal,
Só por ser um reflexo evidente,
Não consigo reflectir o mal,
Que muitos tem presente.
(Eu autor)

15 comentários:

isabel maria disse...

Olá Emanuel.
Há duas semanas que estava com o meu PC avariado e só hoje ficou a funcionar a 100%. Ufa ... que alívio!!!
Consegui finalmente visitar o seu cantinho e claro que gostei e muito!
Chego a invejar (no bom sentido) essa sua veia poética.
Parabéns e muitas felicidades.
Beijinho

Décio Fernandes disse...

Belíssimas fotos e fantástico poema. Deixe-me desde já dar os meus parabéns pelos seus poemas que conjugados com as fotos dão ao seu blog algo de especial.
Quanto a este em especial, os reflexos, principalmente os do mar, são algo que sempre me fascinou e me impressionou. A forma como o ondular do mar dá às formas simples da vida um novo sentido e significado. A forma como nos mostra uma realidade diferente daquela que vemos nas nossas pacatas vidas é algo quase sobrenatural. Muitos parabéns e até um próximo post e foto.

george disse...

Excelentes reflejos, los colores que se consiguen con los reflehos del agua son fantásticos.
Un abrazo

Remus disse...

Os reflexos da primeira fotografia estão fabulosos. Fazem lembrar uma pintura.
Parabéns.

Astrid Annabelle disse...

Emanuel,
Parabéns por seu post!
Lindas são as fotos...lindo é o poema!
"Eu sou o que eu sou...simplesmente assim!"
Muito bom!
Ma Jivan Prabhuta

mundo azul disse...

Que bom! Não refletir o mau...
Um belo poema, boa reflexão!

Beijos de luz e o meu carinho...

Nélia disse...

Olá Emanuel!
Fotos e poema = casamento perfeito!
Continua a surpreender com o seu talento!
Votos de um óptimo fim de semana
abraço
Nélia

mareiro disse...

fotos de grande beleza que não posso deixar de aplaudir.
gosto do teu blog.
abraços do magreb

Geraldo Maia disse...

Olá amigo Emanuel,
Obrigado por tua visita e comentários em meu blog. Moras em um autêntico paraíso. Pude observar através de suas lindas fotos o que representa os Açores: Belíssimo! Além disso se encanta com os poemas que estão nos posts.
Lembranças de Natal, Brasil:
Geraldo

Astrid Annabelle disse...

Emanuel, vim ver as novidades...como não as encontrei aproveito para deixar um abreijo.
Ma Jivan Prabhuta

Manuela Azevedo disse...

Como sempre mais duas fotos lindissimas com os reflexos, fiaram espétaculáres. o teu poema nem se fala cada vez me surpreendes mais ainda acho que devias escrever um livro e aproveitar o jeito para fazer poesia que o sr Jeová te deu. um beijo

João Videira Santos disse...

A primeira foto é uma autentica pintura a óleo. Muito boa!

Carlos César Pacheco disse...

Não consigo conviver com insectos mas adoro este seu poema "sou o que sou, porque assim o quero ser..." - uma autentica machadada no "destino" que sou eu afinal que traço!

Amigos dos Animais da Ilha Terceira disse...

muito bonito o teu blog
candida

Anónimo disse...

Obrigado por intiresnuyu iformatsiyu