domingo, 16 de novembro de 2008

Meu filho… tenho medo…

foto não editada.



Meu filho… tenho medo…

Tenho medo, não sei de quê,

Mas tenho medo…


Que talvez o meu esforço,

Não seja suficiente…

Por não ter sido para ti,

Um bom exemplo,

Por isso tenho medo.


Tenho medo…

Que sejas desencaminhado…

Ao na vida mal amado,

Por isso tenho medo.


Tenho medo, não sei de quê,

Mas tenho medo…

Que não tenha dedicado tempo,

Para mim é tormento,

Viver em desalento,

Por isso tenho medo.


Tenho medo…

Dos modos e atitudes,

Serás sempre meu querido,

Relicário de virtudes.


Por isso tenho medo...

De poder vir a morrer,

Sem te ver encaminhado,

Neste mundo a correr.


Por isso tenho medo…

Não me sai da cabeça,

Que tudo que te ensinei,

Algum dia te esqueça.


Por isso tenho medo…

Que vivas em vaidade,

Fingindo ser feliz,

Sem gozar felicidade

  • .

Por isso tenho medo…

Dos tortuosos caminhos,

Muito enganosos,

Tão cheios de espinhos

  • .

Por isso tenho medo...

Que te sintas desprezado,

Sem saber o que fazer,

E por todos abandonado

  • .

Por isso tenho medo…

Estarei a teu lado,

Caminhando na vida,

Meu querido filho amado.
(eu autor)

25 comentários:

Desnuda disse...

Emanuel,

Obrigada por visitar-me. Voltarei sem pressa, pois vale a pena ver este belo blog, recheado de belas fotos e poemas.



São tantos os medos que nós pais temos...Sinto tranquilidade e paz quando vejo minhas filhas adormecidas...Como se guardadas por mim , por Maria e Jesus. Sinto alegria indescritível, quando as vejo dando gargalhadas que ecoam pela casa fazendo eco no meu coração. Temos tantas incertezas...Queríamos sofrer por eles, encarar o mundo por eles, adoecermos por eles...Enfim, sentir todas as suas dores e satisfazer todos os seus anseios, protegendo-os como se fossemos um escudo humano. Mas é impossível. Contudo, estaremos sempre caminhando ao lado deles, como bem disse.


Grande abraço, felicidades e obrigada pelo belíssimo poema. Emocionou-me...

João Videira Santos disse...

Que desses medos surja a luz e o descernimento de quem é querido a seu pai.

Um alerta enternecedor onde as palavras simples têm a grandiosidade do sentimento.

Um abraço Emanuel e muito obrigado pelas visitas e comentários no meu blog.

Manuela azevedo disse...

Gostei muito da foto e do poema esta muito bonito. É normal os pais terem receio de não fazerem tudo o que deviam pelos filhos, mas eu acho que não te deves preocupar pois o nosso lindo filho tem sido uma bênção para nós,pois com 18 anos que tem, sempre foi o nosso grande amigo e a nossa alegria.Bem diz a Bíblia que os filhos são uma bênção da parte de Deus.É uma grande verdade,.Amo muito vocês os dois.

george disse...

Malos tiempos parala juventud, han de tener la cabeza bien centrada para no caer en malas compañias y saber decir que no.
Un abrazo

Remus disse...

Belo poema.
Medos temos sempre. Eles fazem parte da vida.

Bom retrato. Concentrado a ver televisão (provavelmente!) ;-)

Parabéns aos dois: pelo poema e pelo filho.

Sandra Rocha disse...

Fiquei sem palavras amigo:)

Arte no olhar
Arte nos dedos
Arte na sensibilidade.

http://fontesefontanários.blogspot.com

Nuno de Sousa disse...

Belo momento de um medo normal, mas acredita não precisas pois teu filho sabe bem os grandes pais que tem a seu lado...
Tens arte no que escreves amigo Emanuel.
Hoje ando numa de prémios :-), como gosto deste teu blog e é bom estar sempre por aqui vendo as tuas belas imagens então decidi atribuir-te um prémio ligado à fotografia... por isso vai ao meu blog e diverte-te :-)
Abraços e um bom Domingo.
Nuno

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querido Emanuel, os Pais tem sempre medo pelos seus filhos... Mas um Pai que reconhece os seus medos só pode ser um bom Pai...
Vou pesquisar aqui pelo teu blogue e depois voltarei!
Eu sou da Ilha do Faial, mas moro em Lisboa, não sei se les-te o meu perfil... Beijinhos de carinho e ternura,
Fernandinha

mundo azul disse...

Meu amigo... Penso que o medo não é um bom sentimento... Por vezes, ele acaba por atrair o que mais tememos.
Ter a consciência do amor e proteção que demos aos nossos filhos, por certo ajudará a olhar o futuro com olhos de luzes!

Um belo rapaz o seu filho! Parabéns!

Beijos de luz e o meu sincero carinho...

Maria Valadas disse...

O medo que algo surja de mau,aos nossos filhos, é absolutamente verdade... desde que nasceram... e até ao findar a nossa presença cá Terra.

Compreeendo esse medo, meu amigo, tambem tenho duas filhas que já voaram para o seu novo " ninho"... eu continuo com medo que algo aconteça, e no próximo futuro que as reserva... nesta " SELVA" que
é o planeta terra!

Mas,vamos ter confiança que Deus, não se esqueça do seu semelhante.

O seu poema está muito sentido...
revelando o que lhe vai alma.

Obrigada pela sua visita no meu espaço ( já reparei que somos colegas do luso-poemas) :)

Uma bom início de semana.

Abraço

Alice disse...

....lindo texto. Verdadeiro e doce ao mesmo tempo! Consegues me emocionar ...

adorei conhecer-te tb !

abraços brasileirinhos


Alice

JBorges disse...

Um medo infelizmente normal neste mundo em que vivemos, ainda bem que por pouco tempo.
Parabéns por este belo poema e pelo filho fantástico que tens.
Abraço amigo.

Um olhar disse...

Normalmente os pais sempre têm essa espécie de medo, principalmente no mundo em q vivemos, mas com base sólida e com ótimos exemplos ele certamente trilhará o caminho da felicidade.

bjos muito prá ti!

O Profeta disse...

Sublime texto...!


Sabia apenas que era um pequenino naquela longa noite
No celeste um luminoso sorriso me chamava
Lançou-me aos olhos raios de deslumbrante luz
Era a minha prenda, uma brilhante…Estrela Alva…

Um Mágico Natal para ti querido amigo que ao longo deste ano me visitaste. Que a Estrela Alva te ilumine neste Natal.


Abraço

Helena Paixão disse...

Lindissimo poema que traduz muito bem os receios de todos os pais. Pelos comentários acima, parece-me que, pelo menos, não precisas de te preocupar com a eventualidade de o teu filho não dar valor a estes teus receios.
Votos de um bom fds :)

Nuno de Sousa disse...

Feliz ano de 2009 para ti amigo e que ele te traga o que mais desejas principalmente saúde, amor e alegria.
Um forte abraço deste amigo,
Nuno de Sousa

JOTA ENE ® disse...

Gostei essencialmente das palavras, no meu cantinho tb dedico um post ao meu filho (18 Abril) e realmente os teus temores serão de muitos pais e mães.

Nélia disse...

Olá Emanuel!
Desejando que o Natal tenha sido de Paz e Amor, venho trazer os meus melhores votos para tudo de bom em 2009 para si e família
um abraço
Nélia

Bruna Melo disse...

Lindo, lindo, LINDO!!!!
Adorei ;)

Adrian LaRoque disse...

Parabéns...não posso dizer mais nada a não ser parabéns. Um poema que me tocou.

Anónimo disse...

Tens medo porque és responsável e empenhado naquilo que é o teu trabalho mais importante na vida. Temos medo quando somos realistas. O medo faz-nos não adormecer no que conquistamos e estar atentos às dificuldades que podem, e surgem mesmo.

Tenho tanta pena quando vejo alguns pais que, traídos pelo puro sentimentalismo, acham que os seus filhos são os melhores e que nunca nada de mal lhes vai acontecer, abdicando assim de uma equilibrada, mas empenhada, preocupação.

Tens medo, sim; mas junta-lhe a alegria, o orgulho, a fé e a esperança.
Alegria do que já fizeste junto com a tua esposa.
Orgulho de teres valores e princípios, que mais do que falares deles, procuras sinceramente praticar.
Fé de que os ensinamentos bíblicos são poderosos.
Esperança num filho que até agora tem estado à altura de tudo o que recebeu.


Abraços
Emanuel

Emanuel Azevedo disse...

Obrigado meu amigo Emanuel. Que saudades tenho de ti. Das nossas conversas e desabafos. O quanto tu me ouviste e me aconselhaste nestes meus medos. Foste e serás sempre o meu melhor amigo onde for que estejas. Um forte abraço para ti .

GREGORIA CORREIA disse...

O medo de todos nos bem reflectido nete lindo poema... parabens pelo blog, todas as fotos e poemas. Vou fazer o lik no meu blog, assim nao o perco de vista. Um abraço, voltarei.

Mira_azevedo disse...

Medo,como outros sentimentos fazem parte da nossa humanidade.O importante é a consciencia do trabalho feito e a certeza de que exite um bem,un amor mayor que nosso que sempre nos cuida e nos guarda.
Un abrazo

Menina do Rio disse...

Todos temos nossos medos em relação aos filhos. Eu já tive os meus e forma absurdos. Ainda tenho alguns que guardo em segredo enquanto minhas filhas ganham asas.

Beijo